Osteopatia esportiva

A visão da OSTEOPATIA sobre o ATLETA amador e profissional:

O corpo do atleta está submetido à altas demandas físicas (Alta intensidade em competições e pouco tempo de repouso) e emocionais (Auto cobrança, inseguranças, medo de falhar e decepcionar).

Desequilíbrios nesses 2 pilares, levam o atleta a experimentar as lesões por repetição, dores crônicas e a diminuição do rendimento.

Não é raro o atleta se lesionar em momentos de cobrança excessiva e que não está relacionado com aumento da carga de treinamento.

O Osteopata regulariza os sistemas responsáveis pela Homeostase (equilíbrio / saúde) através das vísceras e crânio (e não somente nos músculos e articulações, que muitas vezes são apenas as consequências de algo que não está funcionando bem). Ou seja, quando não há histórico de trauma, A CAUSA DA DOR MUITAS VEZES ESÁ DISTANTE DO LOCAL DO SINTOMA

Assim, temos repercussão na melhora do sono (reparação / recovery), funcionamento das vísceras (melhora da absorção de nutrientes), diminui a frequência das lesões e aumenta a performance.

“Tratar-se de forma natural, com menos medicação e anti-inflamatórios, permite preservar-se após a carreira esportiva e envelhecer melhor” Disse Zinedine Zidane em 2012, ex futebolista adepto a Osteopatia do tempo de profissional até a atualidade.

Campeão do mundo em 1998 pela seleção da França, ainda relatou sua gratidão:

“Devo em grande parte a minha presença na final ao meu Osteopata”

Agendamento pelo WhatsApp