Osteopatia nas mulheres

A saúde da mulher tem se tornado de grande relevância e procura nos consultórios de Osteopatia, visto a complexidade de sua fisiologia nas fases da vida (menarca, gestação e menopausa) e alterações hormonais.

Sintomas como intestino preso (constipação); sono irregular (despertares noturnos ou fadiga / cansaço ao acordar); cólicas menstruais; enxaquecas; irritabilidade, entre outros, são relatos extremamente comuns durante a consulta.

O osteopata tem grande capacidade em procurar a origem dos sintomas (vísceras, crânio ou sistema músculo-esquelético), visto que a dor é apenas o produto final de muitas disfunções. Diversos sintomas no mesmo paciente, pode ter a mesma causa, não sendo indicado ser medicado para cada sintoma de forma isolada sem entender a totalidade.

Gestação:

Apesar de ser um momento único para as mulheres, muitas vezes as gestantes apresentam inchaço nas pernas, dores nas costas e alterações no funcionamento dos sistemas digestivo e urinário. Esses são alguns dos contratempos físicos comuns durante a gravidez.

A osteopatia pode ajudar em todos esses sintomas.

Sendo indicado a partir do terceiro mês de gravidez, toda mulher pode se submeter à osteopatia para cuidar de suas dores. Não há contraindicação.

E indiretamente, o bebê também se beneficia do tratamento osteopático realizado na mãe.

Enxaqueca:

"Deixei de tomar medicamentos que tomava todos os dias"; "não lembrava há 5 anos (ou mais) como era estar sem dor de cabeça"; "consigo me concentrar mais sem aquela dor".

Apesar de impressionantes, esses são relatos interessantes dos pacientes que ouvimos com frequência no consultório após os atendimentos Osteopáticos. .

Os casos mais comuns:

"Dores de cabeça no ciclo menstrual, acompanhadas de dor lombar"

"Dores de cabeça em períodos de tensão emocional" (problemas no trabalho, perda repentina de um emprego, doença grave na família, desequilíbrio no relacionamento conjugal, etc).

A origem da enxaqueca pode ter diversas causas para diferentes pessoas. A relação emocional (dores que aparecem durante ou logo após estresse no trabalho ou família), músculo-esquelética (relação com a postura ou a tensão muscular na região da cervical) e até associada ao fluxo sanguíneo (aumento ou diminuição desse fluxo ao crânio) A Osteopatia vê o corpo como um todo. EMOÇÃO e FÍSICO estão interligados!!! Descobrir o gatilho (causa da dor) é essencial.
Agendamento pelo WhatsApp