Serviços

A Osteopatia como primeira opção em Saúde.

Você sabia que você pode se ver livre das suas enxaquecas e dos medicamentos contínuos?

Você sabia que sua dor crônica tem relação com suas emoções?

A Osteopatia entra no cenário de medicina alternativa para te ajudar a responder essas e outras perguntas que acompanham milhares de pessoas que sofrem com dores ou doenças crônicas.

Conhecida como uma filosofia holística, por entender e enxergar o corpo humano como uma unidade onde todas as estruturas estão relacionadas, foi criada pelo então médico americano Andrew T. Still em 1974, onde o mesmo descrevia que a prática osteopática se baseia na crença de que todos os sistemas do corpo estão relacionados. Assim, qualquer disfunção em um sistema, afeta todos os outros.

Seu maior princípio é acreditar que o corpo tem uma capacidade incrível de auto-cura, desde que todas as estruturas estejam equilibradas. Então o osteopata entende que a doença é apenas um EFEITO, o resultado de uma série de desequilíbrios que geralmente se encontram distantes do foco da dor.

Atualmente, seus conceitos se tornam cada vez mais evidentes.

INDICAÇÕES

É indicado para todas as pessoas.

Bebês recém-nascidos com refluxo, dificuldade no sono, plagiocefalia (alteração na forma do crânio).

Em mulheres com queixas como cólicas menstruais, enxaquecas, dores na lombar e constipação (intestino preso).

No adulto jovem as dores relacionadas ao trabalho e ao esporte, alteração do sono, gastrite, dores musculares e articulares.

Na fase da 3ª idade em que há diversas alterações hormonais e físicas o tratamento oferece uma melhora da qualidade de vida.

TRATAMENTO

O tratamento se baseia em técnicas manuais suaves onde o Osteopata entra em contato com todos os tecidos corporais, desde músculos, articulações e nervos, até o sistema visceral (órgãos) e craniano. Assim, condiciona os centros de maior regulação do corpo a se equilibrarem.

Osteopatia Estrutural

Técnicas direcionadas aos tecidos musculoesqueléticos como músculos, articulações, ligamentos e nervos. São aplicadas de forma suave respeitando os limites teciduais.

Osteopatia Vísceral

Desenvolvida pelo osteopata francês Jean Pierre Barral, consiste no entendimento que as vísceras (órgãos como estomago, fígado, útero, intestino, entre outros) estão conectadas diretamente no nosso esqueleto e podem gerar dores nas articulações; e estão relacionadas as emoções (alguma percepção pode afetar determinada víscera).

São utilizadas técnicas suaves sobre a víscera a ser tratada a fim de restabelecer a movimentação e funcionamento normal dos sistemas.

Osteopatia craniana

O crânio, ao contrário do que entende a medicina ocidental, possui movimentos internos extremamente suaves, imperceptível aos exames de imagem. Osteopata utiliza as mãos para verificar tal movimento (peso da mão corresponde ao peso de uma moeda americana) e restabelecer as conexões e fluxo sanguíneo.

As primeiras lesões podem ocorrer durante o parto ou logo na infância com pequenas quedas e traumas no crânio (geralmente negligenciadas) que podem gerar sintomas na fase adulta.

É extremamente indicada para sintomas como Labirintites (vertigens), enxaquecas /cefaleias, Disfunções na articulação da mastigação (ATM), enjoos entre outros.
Agendamento pelo WhatsApp